Biblioteca MariaLab

O conhecimento feminista e de tecnologia precisa ser acessível a todes.

Nesta página você encontra conteúdos livres e compartilháveis para fortalecer debates feministas e sobre tecnologia.
Todo o site de MariaLab está em com licença Creative Commons, esteja livre para republicar com os devidos créditos.

Guia prática de estratégias e táticas para a segurança digital feminista.

Esta Guia tem o objetivo de proporcionar às mulheres maior autonomia e segurança na internet, apresentando estratégias e táticas de defesa digital para feministas. Os conteúdos são dirigidos para o público de mulheres da América Latina e foram elaborados considerando diferentes mulheres: negras, trans, lésbicas, ativistas/militantes de movimentos organizados de mulheres ou que atuam individualmente na rede, sendo de periferias urbanas, rurais, com distintos níveis de acesso à tecnologia nas suas abordagens.

Eleições e internet

Guia para proteção de direitos nas campanhas eleitorais

Coalização direitos na rede

Cartilha realizada com base em documentos de trabalho do GT de Eleições da Coalizão Direitos na Rede e em materiais de oficinas da Rede Transfeminista de Cuidados Digitais para orientar candidaturas em suas campanhas na Internet.


Autoras Ladyane Souza (#MeRepresenta)Joana Varon (Coding Rights)
Assistente Editorial Thayná Yaredy (#MeRepresenta)
Revisão Evorah Cardoso (#MeRepresenta)VioletaOlívia Bandeira, Bia Barbosa e Maria Mello (Intervozes)
Ilustração e Diagramação Clarote (Coding Rights)

Pesquisadores dos documentos de trabalho do GT de EleiçõesViolência Política e de Gênero: Evorah Cardoso, Joana Varon e Maria Luiza Freire Mercês
Proteção de Dados: Francisco Brito Cruz e Heloisa MassaroDesinformação: Olívia Bandeira e Maria Mello

Uma iniciativa da Coalizão Direitos na Rede
Execução Coding Rights e #MeRepresenta

Como documentar casos de violência de gênero na Internet de forma empática e segura?

Um guia prático baseado na difusão de material íntimo sem consentimento.

Este guia prático nasce para facilitar recursos às organizações da sociedade civil, ativistas, incluindo agências governamentais que estejam atendendo casos de violência de gênero online e necessitam de uma orientação concreta para documentar de forma segura o acompanhamento que se faz às sobreviventes em seu processo de denúncia.

Este documento é uma iniciativa de Acoso.Online

Pesquisa e texto: Constanza Figueroa e Steffania Paola Costa di Albanez
Edição: Paz Peña e Ciberseguras
Design Gráfico: Constanza Figueroa
Tradução espanhol – português: Yasmin Adorno